Momentos de desabafos

Imagem

Poucas pessoas sabem por que comecei a ter blog e fazer parte de algumas redes sociais, mas hoje quero fazer um desabafo. Há dois anos o meu casamento entrou em crise, na qual o meu esposo acabou saindo de casa, na época fiquei inconsolada, eu não entendia por que um relacionamento tão lindo tinha acabado da noite para o dia, hoje tenho outra visão, sei bem dos meus erros e dos dele, mas foi para livra-me da dor que comecei a visitar as redes sociais e a me interessar em fazer um blog.

No Facebook fiz amizades maravilhosas, reencontrei amigos de outrora e me reencontrei.  Entrei em grupo de gordinhas e fiz-me figurinha carimbada entre as plus size, como defensora da nossa imagem e presença na sociedade.

Mas muita coisa mudou nestes dois anos, quando o meu esposo saiu de casa comecei a fazer R.A (reeducação alimentar), eliminei uns quilos, mas como obesidade mórbida grau 3 a saúde se fragilizou, tive algumas complicações, uma delas foi a pré-diabetes que me fez tomar uma decisão RADICAL , fazer uma cirurgia bariátrica, muitos saibam que a decisão foi tomada há mais de sete anos, contudo eu havia desistido, entretanto em agosto de 2011, com um exame de glicose nas mãos vi que não tinha como adiar, comecei a correr para conseguir todos os exames e laudos, tudo está pronto desde março, mas estou na carência do plano de saúde, terei que esperar até o início de junho para entrar com toda a documentação e receber a aprovação da minha operadora.

Um dia vendo a minha caixa de mensagem, me deparo com uma desabafo de uma amiga muito querida virtual, vejam uma trecho deste:

“Tatiana jamais por inveja, pelo menos da minha parte, fiquei feliz por saber que vc esta conseguindo alcançar suas metas, seus sonhos, assim como eu no ano passado antes dos ancontecidos tbm estava disposta a me submeter a redução de estômago por uma saúde melhor e estima melhor tbm entre tantas outras coisas… Mas é que as vezes seus comentários repercutem (nem encontro palavras), de maneira diferente como vc se posiciona. Ex.: Algo como Gordo não tem saúde. Tipo isso. Não me recordo a palavra usada. Eu por ex, fui gorda por anos e nunca tive problema com isso. Existem Gordos que não assumem suas insatisfações preferem se cegar perante o espelho e algumas mensagens suas tem sido bem direcionadas a isso e de repente as pessoas se sentem ofendidas, pois todos mudamos, ninguém entende, mas vC levantava uma bandeira sobre Gordinhas Felizes etc e tal e de repente essa sua mudança que é normal não esta sendo vista assim… As pessoas tem o direito e dever de mudar seus conceitos a todo momento, mas existem pessoas que tomam isso como uma ofensa” – Minha amiga virtual

Concordo com ela! SEMPRE levantei a bandeira de gordinha FELIZ!

Ainda sou FELIZ! Mas não sou mais saudável, e sou a favor da vida saudável, é terrível você acordar e estar indisposta, ter insônias intermináveis, subir uma escada e ficar ofegante, andar um pouco e suar “bicas”, está na berlinda a toda hora com a sua saúde, viver na corda bamba. A obesidade é doença sim…demorei a admitir isso, foi preciso o susto do fantasma da diabetes para me ALERTAR.

Eu mesmo me avaliei uns meses antes de me posicionar, eu sempre levantei a bandeira de me amar como sou,de nos amarmos sempre como somos, de me aceitar,de nos aceitarmos, mas de ser gorda é legal, nunca, sabe eu sempre tive uma saúde frágil devido a obesidade, mas nunca quis admitir isto para não deixar a minha alta estima cair, mas a idade e o corre corre me mostrou algo diferente, hoj eeu levanto a bandeira de todos os benefícios que estou tendo por ter perdido 15 kg, e de como será quando eu perder mais….menina tenho sofrido preconceito por ter decidido deixar de ser gorda, mas não ligo quero é continuar sendo feliz e sendo exemplo para muitos, eu nunca fiz regimes ou R.A,mas quando comecei a mudar o meu estilo de vida e fazer R.A e emagrecer tornei-me exemplo para a minha família, um parâmetro, e hoje me sinto responsável pela a mudança de hábito de todos, até a minha mãe a convenci de fazer a bariátrica.

Amo a OPORTUNIDADE que Deus nos deu de mudarmos de opinião de sermos seres “mutáveis”, não canso de dizer a todos que eu sou meramente uma METAMORFOSE AMBULANTE”

Tatiana Sampaio

Anúncios

Um desabafo!

carta-extraviada-51

Estes dias para mim estão muito…muito…muito loucos e inconstantes, as minhas emoções estão a flor da pele, além de lidar com a minha ida à cirurgia bariátrica, tem o dia a dia do trabalho, que é um corre corre geral, já que este ano além de ter as minhas turmas no meu local ainda dou aula em domicílio, tem os filhos que são adolescentes, o maridão.

Mas o que está me deixando mais instável é a proximidade da cirurgia bariátrica da minha mãe, estou a mil, é um misto de emoções inexplicável, fui eu que a convenci, ela tem diabetes, colesterol alto, pressão alta e várias outras comodidades ocorridas pela obesidade a bariátrica é o único recurso para frear estas doenças, chegando até a curar algumas com a diabetes, sei que será para o bem dela, mas esta espera está me consumindo, só irei sossegar quando eu ver que ela já está totalmente recuperada. Muitos me perguntam:

Tu não tens medo de fazer uma cirurgia bariátrica?

Hoje o que os digo que nunca tive medo, em nenhum segundo, sempre os falo que a morte vem na hora certa e se esta for a minha irei, mas se me perguntarem se estou com medo da bariátrica da minha mãe, lhes afirmo que estou APAVORADA! Estou sofrendo uma pressão pessoal enorme e também de algumas pessoas na minha família, gente estas coisas que estão acontecendo estão me deixando um pouco deprimida, ansiosa demais e nervosa, tenho que encontrar maneiras para que estes sentimentos não me dominem…

Somente um desabafo!

Tatiana Sampaio